NoticiasSegurança

Petro da Venezuela poderia prejudicar o ecossistema de criptomoedas, diz Brookings

O Petro da Venezuela está mais propenso a pôr em perigo todas as criptomoedas “legítimas” do que salvar a economia da nação sul-americana, de acordo com analistas do Brookings Institute.

Em um artigo publicado em seu site na última sexta-feira, foi advertido que: “Existe um perigo muito real de que o Petro não consiga remediar os problemas econômicos da Venezuela, mas também enfraquecer a integridade das criptomoedas em grande escala”.

O raciocínio do Brookings é que, se o Petro provar ser tão inútil como os analistas do think tank esperam, “tal realização e suas consequências podem, infelizmente, contribuir com a ideia de que as criptomoedas facilitam a fraude”.

Assim como se refere, na opinião do Brookings, é que se o Petro se revelar ser uma maneira eficaz de frustrar sanções internacionais, outros países podem se sentir encorajados a usar a tecnologia para superar tais bloqueios.

“Outros países podem se sentir empenhados em agir de forma mais agressiva se as sanções econômicas puderem ser frustradas através de vendas de criptomoedas”.

US$ 5 bilhões em receitas?

Na semana passada, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou que o Petro arrecadou mais de US$ 5 bilhões em uma pré-venda em andamento.

Ele também declarou que havia mais de 186.000 ofertas para comprar a criptomoeda nominalmente baseada em óleo.

Enquanto Maduro disse que os compradores da pré-venda de Petro são empresários e outros indivíduos de 127 países, o Brookings Institute sugere que o Petro irá fornecer “nenhum serviço real para seus detentores internacionais” e é meramente uma “forma de alívio da dívida nacional ilícita”.

Isso está em contraste com as criptomoedas “legítimas”, que fornecem “transações descentralizadas, seguras e transparentes”, escreveram os pesquisadores, concluindo:

“Uma linha dura deve ser extraída sobre o desenvolvimento de criptomoedas inúteis que, em última instância, são uma forma de alívio da dívida ilícita nacional, ou então a adoção séria e legítima das criptomoedas será seriamente sufocada”.

No final de fevereiro, em um evento político, em meio às reações nacionais e internacionais ao anúncio da pré-venda do Petro, o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que em breve iria lançar outra criptomoeda, que ele chamou de Petro Ouro, que será lastreada em ouro.

Mostre mais
loading...

Studio Bitcoin

Studio Bitcoin é um portal brasileiro de notícias e informações sobre Bitcoin, Blockchain e Criptomoedas.

4 Comentários

  1. Este Brookings Institute, sediado em Washington, D.C., não me parece uma instituição capaz de analisar com isenção uma criptomoeda sul-americana, principalmente venezuelana. Gostaria de uma análise imparcial que nos proporcionasse conhecer as reais vantagens e também falhas do projeto Petro.

    1. O problema é que o petro, é uma moeda centralizada. Se essa moeda da ruim, vai passar uma má impressão as criptomoedas descentralizadas. Mas, não sei se vai ter tanto impacto. kk

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close

Adblock detectado

Por favor, considere nos apoiar, desativando o seu bloqueador de anúncios