EducaçãoEthereumNoticiasTecnologia

Como usar o Ethereum?

A utilização do Ethereum pode parecer intimidante, mas é certamente recompensadora.

Caso o “computador mundial” do Ethereum se desenvolva de acordo com o planejado, ele pode fornecer alternativas às redes sociais, como Facebook e Google, que as pessoas utilizam todos os dias, (como explicado anteriormente em “O que é Ethereum?“).

O Ethereum pode não ser tão intuitivo como a web que conhecemos atualmente, mas ainda assim, qualquer pessoa com um computador ou um Smartphone pode testar a plataforma, desde que possua “Ether”, – peças únicas de código que permitem atualizações no livro contábil da blockchain.

Carteiras de Ethereum

Primeiro, é necessário um local que possa armazenar seguramente seus ether (ou pelo menos um local que armazene suas chaves privadas). Isso nos leva às carteiras de ethereum.

Veja Também: As 8 melhores carteiras para Ethereum

Uma ressalva é que perder sua chave privada é um problema muito maior do que perder uma senha: isso significa perder seus ether para sempre.

Esta imagem mostra uma carteira convencional com 3 ethereum, imagem de ilustração

A remoção de mediadores externos tem prós e contras. Se por um lado os intermediários não são mais necessários para a verificação das transações, por outro não existe suporte técnico para pedir ajuda para recuperar sua chave secreta.

Com isso em mente, existem várias opções de carteiras para armazenar as criptomoedas: carteiras de desktop, carteiras de internet, carteiras hardware e de papel.

A escolha de uma depende de suas preferências por conveniência e segurança. Geralmente esses dois conceitos estão em desacordo um com o outro: quanto mais conveniente, pior a segurança (e vice-versa).

Carteiras de desktop

As carteiras de desktop rodam em seu PC ou laptop. Uma opção é fazer o download do cliente ethereum (uma cópia de toda a blockchain da ethereum). Existem alguns clientes ethereum escritos em diferentes linguagens de programação e com diferentes tradeoffs de desempenho.

Esse processo pode levar alguns dias e só irá aumentar conforme o ethereum cresce.  A carteira então precisa ficar sincronizada com as ultimas transações na blockchain.

Carteiras para dispositivos móveis

Os clientes móveis, ou clientes ‘light’, exigem que menos dados sejam baixados para se conectar à rede e fazer transações, portanto são mais adequados para download em smartphones.

A opção do cliente light é mais conveniente, mas não tão segura. Clientes ethereum completos oferecem uma forma mais segura de receber transações porque eles não precisam confiar em mineradores ou em nós para enviar informações precisas – eles próprios validam as transações.

O armazenamento de chaves privadas em um dispositivo não conectado à internet (um método conhecido como “armazenamento frio”) é mais difícil de hackear e é melhor utilizado para armazenar grandes somas de ether.

Contudo, o método não é tão fácil de usar como quando o ether é armazenado em um smartphone ou computador conectado à internet.

Carteira Hardware

As carteiras de hardware, que geralmente são tão pequenas como um dedo ou dois, oferecem o melhor dos dois mundos. Esses dispositivos seguros muitas vezes podem ser desconectados da internet e podem realizar transações sem a necessidade de estarem online.

Mas, novamente, esse sistema tipo cofre não é uma boa opção caso você queira utilizar ether com frequência ou caso queira portabilidade.

Carteiras de papel

Outra opção de armazenamento frio é imprimir ou escrever cuidadosamente à mão uma chave privada em uma folha de papel, uma “carteira de papel”, e guardá-la em algum lugar seguro como um cofre. Ferramentas online podem gerar pares de chaves diretamente no seu computador – e não no servidor do site, o que poderia deixar as chaves vulneráveis caso o site seja invadido.

Também é possível gerar chaves utilizando a linha de comando, desde que você tenha os pacotes criptográficos necessários instalados para a sua linguagem preferida.

Dito isso, novamente, se você perder sua chave privada, vai tudo embora pra sempre.

Então, é melhor gastar algum tempo criando múltiplas cópias da chave privada e armazená-las em lugares seguros diversos, no caso de uma ser destruída.

Comprando ether

A obtenção de ether varia de acordo com o país, ou pelo menos de acordo com a moeda. É preciso encontrar alguém online ou pessoalmente que tenha ether e queira trocar.

Sempre existe a opção de encontrar pessoalmente para comprar ou vender ether, especialmente se você vive em uma cidade com encontros frequentes para a troca de ethereum, como Nova York ou Toronto.

A imagem mostra uma mulher com um belo sorriso, olhando fixamente para a tela de um notebook. Uma imagem ilustrativa de uma possível pessoa comprando Ethereum no Brasil.

Isso nem sempre é uma opção em áreas menos povoadas. As exchanges permitem aos usuários comprar ether diretamente com dólares, reais ou bitcoins. Geralmente, há todo um processo de inscrição.

A compra de ether com outra moeda pode necessitar de um passo extra.

O Bitcoin é a criptomoeda mais comumente utilizada, e as pessoas em todo o mundo são mais propensas a querer trocar suas moedas por ele. Portanto, se você quiser comprar ether com rublos, por exemplo, a forma mais fácil pode ser comprar bitcoins em uma exchange e só então trocá-los por ether.

Uma vez que possua ether, você pode enviá-lo diretamente para outras pessoas (“peer-to-peer”, ou entre pares). Provavelmente irá custar uma pequena taxa de transação paga aos mineradores.

E agora?

O que os usuários podem fazer uma vez que possuam ether?

Você pode ter notado que a linguagem de carteiras e exchanges até este ponto é bem parecida com a do bitcoin. Mas as aplicações do Ethereum são bem diferentes.

Usuários com ether podem participar ou criar os contratos inteligentes (código que executa automaticamente os termos de um contrato para que você não precise depender de terceiros).

Pacotes de contratos inteligentes podem ser utilizados para criar aplicações descentralizadas (dapps), que você pode usar ou participar.

O que é o sistema?

Antes de ir além, vale a pena explicar como funciona. O Ethereum e outras criptomoedas possuem um sistema de armazenamento reconhecidamente confuso.

Talvez seja mais útil compará-lo a algo que já conhecemos.

Observe a sequência de números na frente do seu cartão de crédito. Ela é necessária para que os bancos determinem para onde devem enviar dinheiro quando o cartão é usado. As criptomoedas permitem que você gere números de identificação semelhantes que irão sinalizar de onde debitar os fundos.

Nesse sistema, existem dois componentes principais que os usuários necessitam para identificação: as chaves pública e privada. Geralmente representadas como uma sequência embaralhada de números e letras, essas duas chaves são ligadas por criptografia.

A imagem mostra duas chaves convencionais que simulam a criptografia de uma moeda digital.

A chave pública pode ser enviada a pessoas para que elas saibam para onde enviar o dinheiro. Se você quer que as pessoas te enviem ether, você precisa de um endereço: uma sequência embaralhada de letras e números derivada da também embaralhada chave pública, para a qual as pessoas enviarão as moedas.

Para gastar os ether, você precisa acessar os fundos com sua chave privada, o que, como o nome implica, é semelhante a uma senha. Na analogia do cartão de crédito, é o mesmo que o pin utilizado para liberar seus fundos no caixa eletrônico ou em uma loja.

Mas qual o benefício deste sistema? Uma diferença importante em blockchains abertas (como o Bitcoin e o Ethereum) é que os usuários podem gerar um número de identificação para seus fundos a qualquer momento. Eles não precisam esperar que o banco aprove um pedido de conta bancária e forneça um cartão de crédito.

Avaliação

Projeto - 9.3
Segurança - 10
Viabilidade - 8.9
Tecnologia - 9.6

9.5

Bom

Deixe sua avaliação!

User Rating: 5 ( 5 votes)
Mostre mais
loading...

Roberta Coutinho

Roberta Coutinho é uma colaboradora do portal Studio Bitcoin. Entusiasta de Bitcoin e Blockchain, convencida de que seu potencial pode mudar as finanças no mundo.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close

Adblock detectado

Por favor, considere nos apoiar, desativando o seu bloqueador de anúncios