CriptomoedaEducaçãoEthereum

As melhores carteiras para Ethereum

Ao começar a utilizar as criptomoedas, é essencial que os usuários criem uma carteira que seja tanto segura quanto financeiramente flexível (facilidade de câmbio, transferências simplificadas, etc). Hoje existem carteiras que podem ser hospedadas online, adquiridas sob a forma de hardware, ou acessadas em um computador. Entretanto, a maioria dos usuários utiliza carteiras hospedadas pelas exchanges das quais são clientes.

Com o recente surgimento do interesse no domínio das criptomoedas, recomenda-se que os investidores armazenem suas altcoins em uma carteira pessoal. Isso se deve principalmente ao fato de que carteiras hospedadas estão susceptíveis a um número de problemas relacionados à segurança e privacidade que podem ser perigosos.

O que buscar em uma carteira de criptomoedas?

Uma carteira de criptomoedas, em seu sentido mais básico, vem carregada com 2 componentes essenciais – uma chave privada e uma pública. A chave privada é utilizada para acesso pessoal à carteira e para a autorização de transações, enquanto a chave pública é o endereço fornecido para receber dinheiro de terceiros.

Veja Também: As melhores carteiras para Bitcoin

Com tantas opções disponíveis hoje em dia, existem certos pontos a considerar ao escolher uma carteira. Os principais critérios incluem:

  • Acessibilidade: alguns usuários gostam de acessar suas criptomoedas de qualquer lugar. Assim, ao escolher uma carteira, é importante se perguntar “quão importante é a acessibilidade para mim?”.
  • Segurança: essa deve ser a preocupação inicial ao escolher uma carteira. Deve-se realizar uma pesquisa para saber se a carteira em questão é uma carteira hospedada ou uma carteira offline que pode ser acessada mesmo sem conexão com internet.
  • Preço: apesar de existirem muitas opções gratuitas, as carteiras pagas geralmente oferecem recursos extras. Assim, deve-se pesar suas opções e descobrir os benefícios e desvantagens de cada.
  • Usabilidade: para investidores novatos, é melhor escolher uma carteira que ofereça uma interface altamente intuitiva.

Carteira para Ethereum ETH 2018

Carteiras “Quentes” versus “Frias” (Hot – Cold Wallets)

  1. Carteiras quentes: estas são as carteiras mais comumente usadas atualmente. Elas são utilizadas principalmente por corretoras online como Coinbase e Bittrex, mas seus recursos de segurança são inferiores aos das carteiras frias e de hardware. Deve-se entender que as carteiras quentes são adequadas para armazenar pequenas somas de dinheiro.
  2. Carteiras frias/software: oferecem todos os recursos básicos das carteiras quentes, além de disponibilizar ao usuário recursos adicionais de segurança. Elas também fornecem mais acessibilidade e podem ser utilizadas em uma ampla gama de dispositivos digitais como PCs e celulares.
  3. Carteiras externas: são unidades de hardware que permitem acesso às moedas mesmo quando offline. Esta é a opção mais segura das três, sendo uma solução de armazenamento livre da invasão de hackers.

As melhores carteiras para Ethereum

1 – MyEtherWallet: diferente das demais carteiras da web, a MyEther Wallet foi desenvolvida para fornecer aos usuários o controle total das chaves privadas de ETH em sua própria máquina.

MyEtherWallet

Seus principais recursos:

  • Código totalmente aberto.
  • Não faz uso de servidores terceirizados.
  • Usa contratos inteligentes em todas as transações.
  • Facilidade de câmbio.
  • Compatível com outras carteiras software comumente utilizadas.

2 – Ledger Nano S: esta carteira hardware é o padrão-ouro hoje para soluções seguras e acessíveis de armazenamento de ETH. Não só apresenta preços razoáveis, como também vem recheada com uma série de recursos on/offline que a tornam extremamente segura.

Ledger Nano S - Ethereum

Ela pode ser facilmente conectada a um computador via USB e utiliza um display OLED que permite aos usuários verificar todas as transações. Finalmente, é completamente imune a malware e protege as chaves privadas da invasão de terceiros.

Veja Também: As melhores carteiras para Monero

3 – Jaxx: outro nome conhecido entre os cripto-entusiastas, a Jaxx é uma carteira gratuita multi-ativos que aceita mais de 60 altcoins diferentes. Sua interface de usuário não é apenas intuitiva e agradável, como também vem carregada com muitos recursos de segurança de qualidade.

Jaxx

Por exemplo, a Jaxx utiliza seeds, permitindo que os usuários acessem e restaurem seus fundos sempre que necessário. Além disso, a equipe de desenvolvimento da Jaxx é extremamente responsiva e resolve as dúvidas e preocupações dos clientes imediatamente. Por fim, ela apresenta a funcionalidade Shapeshift, tornando o comércio de criptomoedas ainda mais acessível aos usuários.

4 – Trezor: esta foi uma das primeiras carteiras de hardware a chegar ao mercado em 2016. Ela é totalmente compatível com o Ethereum e pode ser utilizada em uma variedade de plataformas como Windows, Linux, Mac e Android.

Trezor

A Trezor usa um sistema de autenticação que permite aos usuários acessar suas ETH somente após digitarem a senha correta. Ela armazena todos os Ether offline e é barata (a partir de U$$ 99)

5 – Exodus: esta é uma carteira para desktop bem desenvolvida, que oferece a seus clientes vários recursos de segurança e uma interface intuitiva. Ela é completamente gratuita e apresenta informações relevantes sobre as moedas de uma maneira altamente simplificada e fácil de entender.

Exodus - Ethereum

A Exodus foi criada para aceitar sete criptomoedas diferentes, e também vem com o módulo ShapeShift incorporado em seu código.

6 – Mist: está sendo divulgada online como “A carteira oficial da Ethereum”. Apesar de levar um tempo para configurar, quando está pronta para uso, a Mist incorpora protocolos padrões de segurança como chaves públicas e privadas. Ela também solicita que os usuários forneçam suas senhas todas as vezes, visto que é a única forma de acessar a carteira.

Mist

7 – Ledger Blue: esta carteira de hardware carregada de recursos é a cereja do bolo quando se trata de carteiras externas. Tem sido descrita por vários meios de comunicação como a solução de criptomoedas mais segura do mercado.

Ledger Blue

A Ledger Blue foi criada à prova de malware é faz uso de uma exclusiva “arquitetura de duplo chip” que inclui módulos de firmware criptograficamente aprimorados. Contudo, para obter todos esses recursos, os usuários terão que gastar entre U$$ 300 e U$$350.

8 – MetaMask: esta é uma das carteiras de Ethereum mais populares no mercado. Faz uso de uma estrutura similar a um browser para acessar a rede Ethereum. No entanto, o que diferencia a MetaMask de suas contemporâneas é o fato de que ela permite o acesso simplificado a uma série de dApps dentro da rede ETH.

MetaMask

Em resumo

Embora não exista uma solução de segurança perfeita para proteger as criptomoedas, as carteiras listadas acima foram recomendadas após uma cuidadosa consideração dos seus recursos de segurança. Pode parecer uma boa ideia manter pequenas quantidades de criptomoedas em carteiras quentes, mas ao lidar com grandes somas de dinheiro, é melhor utilizar uma carteira software ou hardware.

Avaliação

MyEtherWallet - 9.3
Ledger Nano S - 9.8
Jaxx - 8.9
Trezor - 9.8
Exodus - 9.1
Mist - 9
Ledger Blue - 8.9
MetaMask - 9.1

9.2

Bom

Deixe sua avaliação!

User Rating: 4.99 ( 26 votes)
Mostre mais
loading...

Roberta Coutinho

Roberta Coutinho é uma colaboradora do portal Studio Bitcoin. Entusiasta de Bitcoin e Blockchain, convencida de que seu potencial pode mudar as finanças no mundo.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close

Adblock detectado

Por favor, considere nos apoiar, desativando o seu bloqueador de anúncios