BlockchainNoticias

Finlândia usa o Blockchain para ajudar os refugiados

A tecnologia Blockchain já modificaram irrevogavelmente muitas indústrias, com o exemplo mais óbvio que são as finanças. Mas o próprio blockchain atua como uma força constante e nova no setor financeiro. No entanto, o blockchain é muito mais do que dinheiro, e muitos governos e organizações começaram a olhar para o que mais ele pode fazer. Um novo projeto na Finlândia utiliza a blockchain para ajudar os refugiados a se adaptarem às suas novas vidas.

O Blockchain é seus benefícios

Dado os devastadores conflitos que surgem no Oriente Médio e as terríveis condições econômicas em outros países do mundo, muitos refugiados buscaram refúgio e segurança em países europeus. Muitas dessas pessoas não têm muito, e certificando-se de que eles têm documentos de identificação é a última coisa na mente de alguém quando se procura escapar da morte. Isso representa um enorme problema no modelo bancário tradicional que temos hoje.

Leia Também: Exchange Binance restringe os usuários Chineses de negociar e fazer depósitos

Como muitos de nós sabemos, pode ser incrivelmente frustrante criar uma conta bancária. Fazer isso exige inúmeros documentos e tempo, mesmo para os membros estabelecidos da sociedade. As pessoas não-bancárias têm um tempo muito mais difícil de se estabelecer em qualquer lugar, já que os empregadores exigem que ao menos se tenha uma conta bancária para enviar os salários, os proprietários preferem as transferências bancárias para o dinheiro, e há um certo nível de segurança fornecidos pelos bancos.

A Finlândia apresentou uma solução bastante interessante para combater esses problemas com a ajuda da blockchain. Em parceria com uma empresa chamada MONI, o governo finlandês forneceu cartões de débito Mastercard pré-pagos aos refugiados que não possuem contas bancárias. Esta é uma ruptura acentuada do passado, quando o dinheiro foi simplesmente disperso.

Cada cartão possui um identificador exclusivo que está armazenado no blockchain. Isso elimina imediatamente a necessidade de um banco ou outra instituição financeira exigir a verificação de identidades. O cartão e o titular do cartão recebem essa identidade, é são armazenados em um blockchain imutável, e as chaves privadas da conta só podem ser associadas ao titular do cartão. As vantagens para os titulares de cartões são incríveis. Esses indivíduos passaram de mal ser capaz de viver uma vida segura para não ter que se preocupar se eles são empregáveis, dado o seu status não bancário. Isso ocorre porque o cartão funciona como uma conta bancária e pode receber depósitos diretos dos empregadores dos usuários.

Leia Também: Accept Bitcoin: Perfumaria na Espanha começa a aceitar pagamentos em Bitcoin

Uma vez que apenas os titulares de cartões teriam acesso às chaves privadas associadas ao cartão, identificar positivamente os indivíduos é fácil e seguro. Na verdade, parece que as identidades dos que utilizam a blockchain para se identificar são muito mais seguras do roubo de identidade do que a maioria dos americanos. Todas as transações são armazenadas no blockchain, o que significa que os serviços de imigração locais poderão acompanhar os titulares dos cartões e seus gastos. Tanto para o governo quanto para os refugiados, é uma vitória para todos.

Este é apenas um dos primeiros projetos que utilizam o blockchain para o bem comum. Estou ansioso para ver o quão bem ele funciona, mas até agora parece estar funcionando, tão bem quanto o esperado. É ótimo ver o blockchain ajudando as pessoas a reconstruir suas vidas e recuperar suas identidades.

Tags

Studio Bitcoin

Studio Bitcoin é um portal brasileiro de notícias e informações sobre Bitcoin, Altcoins é Blockchain.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Leia Também

Close